Febre latina
8 de novembro de 2019
A volta do que não foi
11 de novembro de 2019

A volta do que não foi

1. Lula nunca deixou a cena política e, como sempre, tenta fazer do limão uma limonada.
2. Porém, sua saída da prisão foi um espetáculo melancólico que trouxe mais alegria para seu fan-clube do que real temor a seus adversários.
3. Afinal, Lula continua ficha-suja e com um quadro desolador de processos judiciais a enfrentar.
4. Sua candidatura dependeria de um “salto triplo carpado” jurídico cuja viabilidade parece, no mínimo, complexa.
5. Para piorar, a narrativa “Lula Livre” se esgota com ele solto. Lula não tem, ainda, outra narrativa para “retomar o governo” como disse José Dirceu.
6 Na realidade, a viabilidade de Lula fazer o próximo presidente depende mais dos erros de Bolsonaro do que de seus acertos.